top of page

Os pilares do FIRE

Atualizado: 20 de jun. de 2022


Tornar-se independente financeiramente e se aposentar bem mais cedo do que a idade “regulamentar” é um privilégio de poucos, e isso me incomoda de uma maneira... Mas a vida é isso né...não dá pra dar conta do mundo...pois tenho apenas duas mãos (ah, Carlos Drummond...). Mas pensar em um plano FIRE vem bem depois de ter várias reflexões na vida... só o fato de parar para refletir já é um grande diferencial e sim também um enorme privilégio, se você souber que quem ganha acima de 5 mil reais no Brasil está entre os 10% mais rico da população... (faça o teste colocando seu salário na reportagem https://economia.uol.com.br/noticias/bbc/2021/12/13/calculadora-de-renda-90-brasileiros-ganham-menos-de-r-35-mil-confira-sua-posicao-lista.htm#:~:text=A%20renda%20mensal%20m%C3%A9dia%20de,de%20R%24%2028.659%2C00. )

Você ganha bem, curte sua grana nos primeiros anos (que ninguém é de ferro também né), mas aí muitos acabam indo no automático junto com a manada no roteiro: comprar um carro financiado em 5 anos → casar → financiar uma residência em 30/35 anos para terminar só quando estiver já próximo dos 60 anos de idade → reformar e mobiliar → ter filhos → ficar trocando de carro a cada 3 anos nunca se livrando desse financiamento → juntar dinheiro apenas pra uma poupança “dos filhos” - se tiver como! com todos esses financiamentos → tudo isso trabalhando igual a um condenado só esperando o momento de se aposentar já com 65 anos de idade para aí sim “curtir” a vida.

Quem para pra refletir sobre isso, acho que primeiro se acaba de tristeza... pensar em trabalhar batendo ponto por 45 anos a fio tira as forças, minha gente. Pois o ativo mais valioso que temos é o TEMPO DE VIDA. Se você acha que uma vida bem vivida é seguir essa disciplina do meritório trabalhador cristão que terá sua glória após décadas de sacrifício...eu vou por um outro lado totalmente diferente... Para mim aproveitar a vida é ter saúde e TEMPO para se dedicar ao quê e a quem mais gosta; e se for trabalhando 8 horas (pelo menos) por dia, por 45 anos, dos 20 aos 65, que tempo é esse que sobra (tirando as horas de sono) para você fazer o que te faz feliz e dá mais prazer? (sim, sou uma hedonista hahaha)

Esse papo de trabalhe com o que gosta e nunca mais terá que trabalhar um dia em sua vida...depende também... Ainda que trabalhemos em algo com o qual nos identifiquemos muito, o difícil é quando o dinheiro não sobra, quando as coisas aumentam de preço, quando temos que descer o padrão...e é aí que inicia a reflexão de que para se traçar um plano FIRE, se você se sustenta 100% e paga suas contas, incluindo moradia e mercado, você acaba tendo que admitir se despojar de certas aspirações que tinha, pois senão essa tal aposentadoria não vai chegar antecipadamente. Então incorporamos a ideia de ter um carro mais simples do que se sonhava, uma casa mais simples do que se pretendia, para que seja possível o seu padrão de vida ser sustentável pelo patrimônio a atingir na meta FIRE.

E aí você vai pensando e se questionando: O QUE PRECISO PARA VIVER BEM? E quando digo BEM...BEM no meu conceito e não em padrões impostos pela sociedade altamente consumista em que vivemos; não para mostrar que estou “bem” para os amigos de faculdade; não para os outros! Só que a resposta a essa pergunta é muito diferente para distintas pessoas. De verdade, a parte de se autoconhecer para realmente saber o que é essencial para si já é difícil!

Por exemplo: eu gosto muito de receber amigos e festejar. Não precisa ser com luxo, pode ser sem decoração, com uma lasanha feita por mim, e um espumante barato do supermercado (apesar de eu adoraaaar um vinho bem gostoso e conceituado hahahahahha), mas amo estar festando com as pessoas. Também amo arrumar a casa. Adoro obra, reformar e deixar tudo um brinco, decorar bem lindo e olhar pra onde moro com aquele orgulho de: eu escolhi, ficou lindo e amo morar aqui. Também amo a vida praiana. A descontração, esportes ao ar livre, SOL, estar sempre com pouca roupa e as pessoas bem humoradas e relaxadas... Assim, fui percebendo que para mim, ter uma casa (perto da praia), é bem importante e me faz bem feliz, pois tem a ver com coisas que gosto muito, independente da fase da vida e da profissão que exerça.

Dito isso, vi um “entrave” no meu plano FIRE. Eu não tenho essa casa própria que tanto sonho. E gostaria muito de ter. Entretanto, se eu entrar em um financiamento a perder de vista, vai comprometer grande parte da grana que seria para a FIRE...e aí vem as renúncias... Eu poderia já morar em uma casa própria, porém torraria o lindo bolo de mais de meio milhão que já conseguimos juntar...e estou pagando pra ver que estarei VIVA para curtir essa tal casa e essa tal FIRE daqui a uns anos, quando o bolo $$$ for suficiente para tal.

Assim sendo, o principal pilar da FIRE é conhecer e valorizar aquilo que você mais gosta e te dá prazer e perceber que se você seguir “o plano tradicional” vai ter bem pouco tempo para curtir isso ao longo da vida e irá perder o vigor da juventude se dedicando “ao patrão”. Segundo: entender que a felicidade do seu bem-viver não é realizar os sonhos dos outros (mostrar um apartamento de 65m² que você vai pagar em 35 anos para os amigos e família, para exibir o sucesso de “ter” casa própria com menos de 30 anos) e sim os seus próprios sonhos. Terceiro: compreender que sacrifícios financeiros e de consumo por alguns anos podem te ajudar a ter mais tempo para desfrutar a vida se dedicando ao que realmente gosta, bem antes dos 65 anos de idade, com mais vigor para curtir certas aventuras e mais liberdade financeira de se despojar de coisas que não gosta (como atividades remuneradas que te sugam muito, por exemplo) – isso se você começar seu plano FIRE cedo também né...o quanto antes...

Portanto: é preciso se despojar de conceitos de sucesso que vimos e vemos por anos por aí, para nos atermos ao plano FIRE, caso contrário, a sofrência é certa...No meu caso, mesmo assim, ela vem de tempos em tempos e me faz duvidar se estarei viva pra curtir tudo isso que a FIRE promete.


...num lugar de mato verde pra plantar e pra colher

51 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page